Desde que vi o trailer de Meu Malvado Favorito 3, fiquei animado para assistir ao filme nos cinemas. Afinal, já tinha me divertido bastante com as duas primeiras partes da animação. Por isso, assim que surgiu a oportunidade, peguei um ingresso e fui conferir de perto as novas aventuras de Gru e sua turma.

O filme começa mostrando Gru em uma crise de identidade, após ser demitido da Liga Antivilões. Para piorar, ele descobre a existência de um irmão gêmeo, Dru, que é o oposto dele em todos os sentidos, e que o convida para fazer uma última missão de roubar um diamante da família Bratt.

Ao longo do filme, vemos Dru e Gru se envolvendo em várias enrascadas enquanto tentam cumprir a missão, que acaba se tornando mais complicada do que eles imaginavam. Além disso, o vilão Balthazar Bratt (um ex-astro infantil dos anos 80, que busca vingança) também entra em cena e promete movimentar bastante a trama.

Um dos pontos altos do filme são, sem dúvidas, os minions. Como sempre, eles são responsáveis por boa parte das cenas mais engraçadas do longa. A animação também traz uma mensagem de família e amizade, mostrando a relação de Gru e seus filhas adotivas.

Em termos técnicos, o filme é um show à parte. A qualidade das imagens e das animações é impressionante, e os detalhes de cada personagem são incríveis. Cada cena é tão bem construída que é impossível não se impressionar com a habilidade dos animadores em criar um universo tão rico e divertido.

No geral, Meu Malvado Favorito 3 é um filme divertido e cheio de ação, que agrada tanto os fãs antigos quanto novos. Com um roteiro envolvente, personagens carismáticos e uma animação impecável, é uma ótima opção para quem busca diversão no cinema.

Se você é fã da animação, não pode deixar de conferir o terceiro filme da franquia. Vale muito a pena se divertir com as loucuras de Gru, seus minions e toda a turma.